Beards of New York – The book: Barbudos de Nova York viram livro

0
10
views
Beards of New York – The book

Greg Salvatori, fotógrafo recém chegado à Nova York, lançou esse mês o comentado Beards of New York – The book, uma série de fotos que busca capturar a diversidade e a masculinidade de moradores da Grande Maçã.

O badalado lançamento na Macy’s no último mês atraiu a atenção da mídia especializada e não foi supresa quando o livro emplacou entre o público gay. Segundo o artista, que recebeu o BBG em um café em Hell’s Kitchen, reduto gay em Manhattan, a intenção nunca foi focar em uma só tribo, mas abrir o leque para toda diferença que existe na cidade, assim como atentar sobre o que significa ostentar uma barba nos dias de hoje.

Beards of New York – The book
Greg Salvatori, autor do projeto

De onde surgiu essa ideia?

Greg Salvatori – Quando me mudei de Londres para Nova York, eu quis mergulhar na cidade e entender melhor como são as coisas aqui. Não importa o que digam, aqui ainda é a capital do mundo e eu quis capturar um pouco da identidade masculina daqui.

Por isso a ideia da captura da barba?

Greg Salvatori – Sim. Quando se trabalha com masculinidade a barba é a perfeita definição do que é ser masculino. Para um fotógrafo, esse é um importante traço a ser explorado. A barba hoje em dia é aceitável porque virou moda.

Pra algumas pessoas!

Greg Salvatori – Sim. Pra algumas pessoas é moda, pra outras é identidade.

Beards of New York – The book

Como foi o processo todo?

Greg Salvatori – Durou pouco mais de um ano, fazendo a seleção dos modelos através das redes sociais. Eu quis modelos de todos os tipos. No livro, o mais novo tem 18 anos e o mais velho tem 72. Recebi mais de 1000 modelos interessados, entre profissionais e amadores, que deveriam enviar uma foto e um pequeno texto sobre eles via e-mail. Foram mais de 50 mil fotos feitas e daí entrou a difícil parte de escolher quem estaria no livro. Eu quis usar pessoas normais, aquelas que você encontra na rua, no trabalho, na faculdade.

Beards of New York – The book

Alguém ficou frustrado por não estar no livro?

Greg Salvatori – Acho que não. Eu disse que estava buscando uma química, uma espécie de homogenia nas imagens, mesmo que eu estivesse lidando com um público muito diverso. Quando se faz um projeto desse, você quer algo que se misture bem, mas sem fazer disso um foco em um grupo específico.

A comunidade gay abraçou bem o projeto.

Greg Salvatori – Desde o início a resposta foi muito rápida, mas eu já esperava por isso, mesmo não focando no grupo gay apenas. Os modelos variam de gays, héteros e bissexuais.

Beards of New York – The bookAlgum modelo preferido?

Greg Salvatori – Os que se tornaram meus amigos. Quando me mudei pra cá conhecia muito pouca gente, hoje já tenho alguns bons amigos que o projeto me trouxe. Se eu tiver que apontar meus preferidos, seriam esses.

O projeto vai ser focado apenas em NYC ou você pretende levar pra outras cidades do mundo? Temos barbudos bem bonitos no Brasil.

Greg Salvatori – Eu sei. E adoraria fazer um projeto desse no Brasil e em outros lugares, mas depende mais do interesse dos editores em publicar esse projeto. Da minha parte, eu embarcaria sem pensar duas vezes.

Beards of New York – The book

E qual seu próximo projeto?

Greg Salvatori – Ainda é segredo, mas posso te dizer que vai lidar com três aspectos que gosto muito: masculinidade, gênero e identidade.

Qual a melhor coisa de ter um projeto em Nova York?

Greg Salvatori – Como artista é incrível. Tem sempre alguém interessado no seu projeto e quer fazer acontecer com você, diferente do que acontecia em Londres, por exemplo. As pessoas aqui são mais abertas, é uma cidade cheia de gente corajosa. Todo mundo está aqui em busca de alguma coisa.

Mais informações sobre o projeto:

www.gregsalvatori.com e http://www.amazon.com/-/e/B017OAMFBA

Deixe uma resposta