Ellen DeGeneres fala sobre acusação de fazer “agenda gay” em seu programa

0
9
views

Não é engraçado como os ativistas antigays passam suas vidas procurando, olhando e seguindo qualquer coisa feita por homossexuais?

Muitas vezes eles estão mais informados sobre os acontecimentos do mundo gay do que eu. E a pergunta sem resposta é: para que?

Desta vez, mais um pastor obssessivo resolveu destilar seu ódio contra qualquer produção cultural que minimamente mostre tolerância e livre convivência com o que é diferente.

Em um artigo amargo, este pastor (Larry Tomczak) ataca vários programas da televisão norte-americana acusando-os de promoverem uma “agenda gay”, termo muito usado pelos homofóbicos de lá.

Um dos programas atacados foi o da apresentadora Ellen DeGeneres, vencedora de 24 Emmy e apresentadora de talk-show há quase 12 anos.

Ellen, que costuma falar sobre humor, abriu uma exceção na abertura de seu programa na última terça-feira (13/01/2015), para responder a este pastor.

Veja o vídeo a seguir e, abaixo, a tradução:

 

“Eu não costumo ler nada sobre mim. Não olho os tablóides ou a internet. A não ser que seja uma notícia sobre eu estar grávida, daí eu precisaria saber como isso aconteceu. Mas eu li um artigo escrito sobre mim e eu gostaria de falar sobre isso agora.

[Lendo trecho do artigo]  ‘Ellen celebra seu lesbianismo e “casamento” [com aspas] entre convidados como Taylor Swift para atrair jovens garotas’.

Ok, vamos derrubar isso. Primeiro, eu não sou “casada” [fazendo o sinal das aspas]. Eu sou casada. Só isso.

E, Larry, eu nem sei o que significa celebrar meu lesbianismo. Quer dizer… Talvez eu saiba. Acho que é assim: Yay! Eu sou gay! [Disse, jogando confetes ironicamente]

No artigo, o pastor critica muitos programas de televisão por promoverem a agenda gay. Ele diz que Glee tem mais de cinco personagens gays. Modern Family teve um casamento gay. Anderson Cooper [um dos principais jornalistas da televisão americana] se orgulha da homossexualidade dele. Se você me perguntar, Larry está assistindo muita televisão gay.

[…]

O único jeito que estou tentando influenciar as pessoas é para que elas sejam mais gentis e tenham compaixão com as outras.

Essa é a mensagem que estou mandando. Eu não tenho uma agenda. Eu não estou aqui para fazer lavagem cerebral, mas…

[Pegando um objeto supostamente hipnótico] Ouçam o som da minha voz. Atenção juventude do mundo: Eu quero que vocês vivam suas vidas sendo exatamente o que são. Sejam verdadeiros a vocês – a coisa mais importante é ser verdadeiro a quem você é.

A segunda coisa mais importante é usar minha linha de roupa intima e só as da minha marca.

Olhe para o meu vortex e dance comigo”.

Assim, continuemos firmes e fortes, dançando com Ellen DeGeneres.

Referências
Caras; EllenTube;

Deixe uma resposta