Filme Minha Vida Em Cor de Rosa discute transexualidade na infância

1
11
views

Olá amigos,

Se a vida não é fácil para um homossexual adulto que precisa matar um leão por dia para vencer o preconceito e adquirir respeito, imagina como é a vida de uma criança que não se identifica com sua identidade sexual?

Essa é a história de Ludovic, um menino de sete anos, que imagina que quando crescer será mulher e poderá casar-se.

Além da família não entender e não aceitar o conflito do filho, há também o conflito com a vizinhança e a escola.

O filme coleciona vários prêmios de Melhor Filme além do prêmio de Melhor roteirista.

Mas o que enriquece o filme é a mensagem que ele transmite e que faz com que até mesmo nós homossexuais entendamos melhor a vida do transgênico.

Apesar do T na sigla LGBT, mesmo os homossexuais conhecem pouco sobre os representados por essa letra. Há poucos filmes, documentários e demais materiais que ajudem na compreensão do que é não se identificar com o corpo que possui.

Isso fica muito claro conforme Ludovic não se reconhece como menino, e sim, como menina. Ele pensa, se comporta e se expressa utilizando o gênero feminino.

O filme emociona, diverte e levanta questionamentos.

Pode ser assistido gratuitamente no Youtube e creio ser uma ótima opção para abrir mais nosso entendimento e nos ajudar na aceitação da diversidade da natureza humana.

MINHA VIDA EM COR-DE-ROSA
Título Original: Ma Vie en Rose
País de Origem: Bélgica/França/Inglaterra
Ano: 1997
Duração: 110min
Diretor: Alain Berliner
Elenco: Michele Laroque, Georges Du Fresne e Jean-Philippe Ecoffey

Além do filme, para quem quiser conhecer um pouco mais sobre o universo dos transexuais e travestis, o canal Põe na Roda postou vídeos onde esse público responde perguntas sobre suas vidas, dificuldades e sonhos.

Esperamos por dias melhores para sempre e para todos.

Abraços, Sam.

Referências
Wikipedia; Põe na Roda;

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta