Um Estranho no Lago de Alain Guiraudie

0
11
views
Um estranho no lago
Um estranho no lago
Um estranho no lago

Ficha Técnica
Título: Um Estranho no Lago (L`inconnu du lac)
Direção: Alain Guiraudie
Distribuição: Imovision
Gênero: Drama , Policial
Ano: 2013
Duração: 1h37min

*Contém spoilers

Em seu drama policial, Guiraudie explora de forma crua e explícita certas relações carnais e transitórias entre homossexuais.

O drama se desenrola em um lago afastado, onde homens menos puritanos se encontram para se banharem, tomar sol e encontrar parceiros para um sexo casual.

Sem pudores, o filme mostra as cenas de sexo sem sutilezas, escancarando um lado menos romantizado dessa relação humana. Em um dos momentos mais icônicos, o sexo entre os personagens principais tem como acompanhante o som de um inseto irritante, algo que concede a cena uma crueza que pode incomodar os mais sentimentais.

Com ritmo lento e contemplativo, a edição se utiliza de longas cenas do lago, da chegada tranquila dos carros ao estacionamento do lugar e de conversas pausadas para construir um filme que pode ser cansativo para quem está acostumado às produções cheias de efeitos especiais e explosões do cinema hollywoodiano.

A história gira em torno de Frank, um homossexual que vai ao lago com certa frequência. Logo no começo do filme ele conhece e faz amizade com Henri, um homem heterossexual, solitário e depressivo que está ali, supostamente, apenas em busca de alguma tranquilidade. No decorrer do filme é possível verificar que a solidão de Henri é tamanha que o faz ter uma ação suicida.

O mote principal da história é a relação de Frank com um homem muito atraente, pelo qual ele se apaixona. O problema nessa relação é o fato dele ser testemunha ocular do assassinato que esse homem cometeu no lago.

Para não perder o amante belo e viril que finalmente encontrou, Frank finge ignorar sua periculosidade e se nega a entregá-lo, ficando calado mesmo diante de uma investigação policial no lugar.

Um estranho no lago

Aliás, é o investigador que revela o egoísmo e a frivolidade do lugar em um confronto com Frank, no qual ele diz que esperava, pelo menos, maior união entre os homossexuais dali, que nem perceberam o sumiço da vítima, não conheciam outros frequentadores do lugar, nem mesmo pelo nome, e que preferiam o silêncio a entregar um amante criminoso (principalmente se ele fosse belo e viril).

Ao se calar e continuar sua relação doentia com um assassino, Frank também age de forma suicida, algo que é confirmado ao final do filme, quando, tarde demais para se arrepender, Frank prefere se entregar ao assassino chamando seu nome em meio à uma floresta vazia e escura.

Tamanha profundidade do enredo, é um filme que pode ser lido e relido várias vezes e por diversas óticas, nos provocando a pensar sobre ao que estamos dispostos a lançar mão por sexo, relacionamentos e para não ficarmos sozinhos.

O medo da solidão pode ser um tiro no pé, ou em lugares até piores.

Um estranho no lago

Licença Creative Commons Esta obra em Chilliwiki, foi licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.

Deixe uma resposta