Luma Andrade pode se tornar a primeira reitora travesti do Brasil

0
7
views
Luma Andrade
Luma Andrade

Olá amigos,

E o ano de 2015 já traz uma notícia muito boa: Alunos da Unilab (Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira), no Ceará, encaminharam ao novo ministro da educação, Cid Gomes, o pedido para nomear a professora Luma Andrade como reitora da instituição.

Luma ficou conhecida no Brasil por ser a primeira travesti a fazer um doutorado, aliás sua tese abordou justamente a presença de travestis nas escolas e foi defendida em 2012 na Universidade Federal do Ceará.

A vaga de reitor da Unilab está em aberto desde o 1° dia deste ano (2015), por que a antiga reitora, Nilma Lino Gomes, assumiu a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República.

A campanha #LumaLa, criada espontaneamente pelos alunos, surpreendeu Luma Andrade, mas chegou a ser vista como uma afronta por algumas pessoas da instituição. Sobre isso, a professora comentou:

“Em todos os espaços temos pessoas conservadoras. É um espaço de disputa, uma relação de poder, e existem pessoas que querem essa função e que tinham certeza de que iriam ocupar esse espaço. De repente, surge o nome de uma travesti e isso veio da comunidade de estudantes, então foi uma surpresa para todos”.

Na verdade, nessa notícia há dois grandes acontecimentos que desejo parabenizar:

– O primeiro é a força de Luma, que teve a bravura de ter estudado, feito doutorado e alcançado méritos para ser reitora, afinal sabemos que ser homossexual já é difícil frente a todos os preconceitos absurdos que sofremos e para uma travesti isso é muito pior. Logo, ela é um exemplo que devemos ter sempre na memória.

– E em segundo lugar a atitude desses alunos, que ao contrário do que se poderia esperar, não estão no eixo Rio–São Paulo, onde tudo parece ser mais amigável aos gays. Eles demonstraram maturidade, cidadania e preocupação com a integração de todos os membros da sociedade sendo, portanto, um excelente exemplo a ser seguido.

Ainda não há data para a nomeação do novo reitor da Unilab, mas fica minha torcida para que o ministro aproveite essa oportunidade de dar um bom exemplo, principalmente através do ministério da educação que tanto tem deixado a desejar quando se trata de educar para tolerância e respeito à diversidade sexual.

Abraços, Sam.

Referências
Luma Andrade Facebook; Folha; Mayara de Araújo;

Deixe uma resposta