Novas séries que estão dando o que falar nos EUA

2
12
views

Últimas semanas de Setembro, primeiras semanas de Outubro. Nos EUA todo mundo sabe que isso significa a volta de seu seriado preferido e a estreia de alguns outros que podem vir a se tornar sucesso. Nessa temporada 2015 são 115 shows voltando ou estreando em diferentes canais, mais do que qualquer um consegue assistir. Por isso o papel da crítica é tão importante, pois eles acabam ditando o que vale a pena ser assistido. Dentre os seriados que retornam, há uma certa expectativa pelas voltas das séries de Shonda Rhimes (Nós falamos disso aqui), pelas segundas temporadas das já super populares Empire e The Flash. E dentre as estreantes, o que realmente vale pena assistir?

O BBG selecionou os 10 seriados a estrear mais comentados no momento para que nossos leitores tenham uma ideia do que se tratam:

1 – Quantico

ABC-Quantico

O melhor show a estrear. Tudo começa com a explosão da Grand Central Station em Nova York. Em flashbacks, vemos a admissão de novos recrutas na academia do FBI; um time de pessoas jovens e talentosas, mas que guardam alguns segredos. O que ainda não sabemos, mas que vai ser revelado pouco a pouco, é qual desses jovens recrutas tem uma ligação com um grupo terrorista e será o responsável pelo maior ataque aos EUA desde o 11 de Setembro. Quantico é para fãs de Grey’s Anatomy e Scandal e tem tudo pra se tornar a nova febre dos domingos.

5

2 – Blood & Oil

Blood-and-Oil-2-fixed

Os fãs de Revenge não precisam mais sofrer: tem novelão novo na área, ocupando o mesmo espaço que antes pertencia à Emily Thorne. Blood & Oil mostra a vida dos bilionários do Petróleo e os jovens que vão em busca de seus sonhos de fortuna. Don Johnson lidera o elenco como Hap Briggs, um figurão que enfrenta problemas com sua família e ao mesmo tempo que impedir a ascensão dos jovens Billy e Cody, que se mudam para Dakota do Norte em busca do sonho de se tornarem ricos. Porém, o que eles não sabem é que estarão se tornando apenas mais um par de peões no tabuleiro que Hap domina. Chace Crawford, do seriado Gossip Girl, interpreta Billy.

3

3 – Heroes Reborn

set_heroes_reborn_640

Heroes Reborn retoma a história encerrada após 4 temporadas do seriados Heroes. Alguns dos personagens estão de volta, mas o grande foco do seriado dessa vez está nos novos heróis e em seus poderes mais bem desenvolvidos do que na série anterior. Veremos a morte de uma querida personagem logo no início do episódio piloto como parte de um plano que tem o objetivo de caçar e matar todos aqueles com super poderes, já que eles significam um perigo para o resto da humanidade. Qualquer semelhança com X-Men não deve ser mera coincidência, mas, uma coisa é certa, em seus dois primeiros episódios Heroes Reborn já mostra ser bem melhor do que seu predecessor.

3

4 – The Muppets

1200.2x1

Trazer os Muppets de volta ao horário nobre foi uma excelente sacada da Disney. Os fãs, velhos ou novos, não irão se frustrar com essa mistura de documentário e reality show mostrando tudo o que acontece entre os Muppets nos bastidores de Up Late com Miss Piggy, que está cada vez mais diva e enfrentando um momento difícil com o fim de seu relacionamento com o sapo Kermit. Bem divertido para o fim de noite. Como diz essa chamada: Apenas mais um show com uma porca egocêntrica no elenco. Tem como não amar?

3

5 – Grandfathered

grandfathered

John Stamos retorna para a fórmula que o deixou famoso em Três é Demais (Full House, no original), onde adultos contracenam com um bebê fofo. No caso, John vive um dono de restaurante que no mesmo dia descobre ter um filho, vivido por Josh Peck (Do seriado Drake e Josh, lembram?), e uma neta, o que lhe dá o título de avô, o fazendo encarar que sim, ele ainda é bonito, mas sim ele está ficando velho. É aquele tipo de comédia fofa que vai fazer você querer assistir mais e mais.

4

6 – American Horror Story: Hotel

american_horror_story__hotel__lady_gaga__by_panchecco-d8jhwa1

O problema de AHS é prometer mais do que entrega. Seus teasers são assustadores, mas suas histórias nem sempre são as melhores. Todavia, Ryan Murphy promete dar um golpe de mestre com Hotel, sua quinta temporada. Sai Jessica Lange, entra Lady Gaga. Logo no primeiro episódio descobrimos que a Condessa, personagem de Gaga, é uma espécie de vampira e guarda mais segredos em seu luxuoso hotel do que os hóspedes podem imaginar. Vai ser assustador? Vai! Só espero que não se perca nos demais episódios.

4

7 – Supergirl

Supergirl_1920x1080_586896_640x360

Eu achei fraco. O piloto foi revelado alguns meses atras com uma recepção muito negativa. A Supergirl aqui é uma adolescente bobinha, prima do Superman, mas que quer provar que pode brilhar sem ele, e trabalha numa revista de moda com uma editora elegante, mas que é o diabo vestindo Prada… Ops, acho que já vi essa história antes em algum lugar. Não me empolgou muito e olha que tenho muita boa vontade para seriados de super-heróis.

2

8 – Scream Queens

scream-queens-opening

Vamos lá. Você quer fazer um seriado que misture a fórmula de Meninas Malvadas com a franquia Todo Mundo Em Pânico, certo? Ok, eu aceito isso, parece uma ideia bem legal, mas… Não funcionou. Sei que a ideia é ser trash. Porém, o trash é realmente trash e não uma coisa glamurosa, com bom orçamento e bom elenco, que se maquia de trash pra esconder as falhas em sua trama rasa, de personagens vazios e desinteressantes. É uma pena ver tantos atores bons como Emma Roberts e Jamie Lee Curtis pagando esse mico que está apostando pesado no marketing pra atrair audiência… Eu assisti o primeiro episódio com muito custo.

1

9 – Rosewood

morris-chestnut-jaina-lee-ortiz-rosewood

Morris Chestnut cansou de ser o coadjuvante em séries como Nurse Jackie e agora assume o posto de protagonista, como o Dr. Rosewood, um patologista que ajuda a resolver crimes em Miami com muito charme, inteligência e bom humor. Morris é esse tipo de ator que consegue fazer qualquer papel, graças a seu magnetismo natural. Não me surpreenderia se Rosewood tiver uma vida longa na televisão.

4

10 – Minority Report

Minority-Report1-e1431191505957-1940x1088

Você pega um filme de sucesso e resolve transformar em série, usando a mesma premissa do longa que o originou, onde três pessoas são capazes de prever crimes antes que eles aconteçam e cabe aos agentes especiais impedir tais crimes, descobrindo como e onde eles acontecerão. Muitas vezes funciona. Sai o protagonista masculino, entra uma mulher. Sim, agora é tendência nos EUA as séries lideradas por uma protagonista forte que não fica devendo nada ao homens. Apesar de fiel à trama original, Minority Report tenta fazer algo diferente… Diferente para o filme, pois a fórmula de um crime diferente a ser solucionado a cada semana (aqui no caso, evitado) já foi usada milhões de vezes. Se vai ser um sucesso, ninguém pode prever. O primeiro episódio não empolgou muito.

3

Barbudos-estrelas-legenda-v1.2

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta