Entrevistamos o escritor Paulo Sérgio Moraes do Bio&Grafia

1
39
views
Paulo Sergio Moraes

Paulo Sérgio Moraes do canal Bio&Grafia participa da Semana do Escritor e fala sobre seu trabalho, inspirações e ainda dá dicas para quem quer seguir essa carreira.

Paulo Sergio Moraes
Paulo Sergio Moraes

Perfil – Paulo Sérgio Moraes

Nome: Paulo Sérgio Moraes
Se formou em: Me formei em Cinema, depois me especializei em Marketing e agora estou concluindo a segunda graduação, em Letras
É conhecido por ser: Cheio de ideias o tempo todo
Odeia demais: Pessoas falsas e que gostam de tirar vantagem de tudo
Ama muito: Escrever, assistir filme de terror e tomar tequila
Fica feliz quando: Viajo bem acompanhado
Tem medo de: Rejeição
Não tem medo de: Errar

Entrevista

Quando você decidiu ou percebeu que queria ser escritor?

Paulo Sérgio de Moraes: Lendo a coleção Vagalume, os livros de Pedro Bandeira. Eu tinha cerca de 13 anos e já arriscava escrevendo algumas coisas inspiradas nesses livros.

Atualmente você trabalha com outras atividades além de escritor?

Paulo Sérgio de Moraes: Trabalho com pesquisa de mercado e marketing digital.

Quando você começou a se considerar oficialmente escritor?

Paulo Sérgio de Moraes: Primeiro, veio a dramaturgia há mais ou menos 13 anos. Escrevi muitas peças.

Depois os roteiros dos curtas, mas finalmente lancei um livro em 2014 que era o que eu realmente queria. Ali, eu me considerei um escritor.

Qual é a parte mais difícil ou desafiadora de ser escritor na sua opinião?

Paulo Sérgio de Moraes: Controlar a ansiedade e o ego.

O que mais gosta no ato de escrever ou de ser escritor?

Paulo Sérgio de Moraes: Criar bons personagens. É a parte mais satisfatória do processo.

Qual foi o projeto/livro mais interessante no qual você trabalhou até hoje? Como foi?

Paulo Sérgio de Moraes: Todo livro é um desafio, mas o atual tem sido um projeto muito interessante.

Vou arriscar um gênero que não estou habituado, mas que me apaixonei.

Tem exigido muita pesquisa e estou amando escrever.

Que conselho daria para quem está começando uma carreira profissional agora nessa área?

Paulo Sérgio de Moraes: Escrever deve ser sempre mais importante que ser uma estrela. Porque é o que a gente escreve que fica, não importa a dimensão do trabalho.

Que escritor ou escritores você admira? Por quê?

Paulo Sérgio de Moraes: Admiro o Paulo Coelho. E, quanto mais colegas criticam, mais eu gosto.

Ele incomoda porque, de forma simples, chegou onde poucos chegarão. Ele deve ser motivo de orgulho para os escritores que sonham com essa profissão e isso independe de se identificar ou não com a obra dele.

J.K. Rowling também… Que biografia. Que mulher maravilhosa! Eu amo!

O que te inspira a criar seus trabalhos? De onde você tira a energia e inspiração para conceber novos projetos?

Paulo Sérgio de Moraes: O comum, o cotidiano, as pessoas. Observar o outro sempre me inspira.

Como é seu processo de criação?

Paulo Sérgio de Moraes: Primeiro, defino bem todos os personagens. Sem isso, não consigo evoluir. Depois, penso na mensagem que o livro vai deixar e como eu pretendo concluir a história. Assim fica fácil escrever, já sabendo como convergir.

Você consegue eleger seus trabalhos favoritos, ou alguns deles para falar? Quais são eles e como foi criá-los? 

Paulo Sérgio de Moraes: Condicional é um livro que eu tenho muito orgulho.

Ele foge dos clichês de romance urbano, não tem intuito apelativo e o protagonista tem nuances interessantes.

Eu escrevi sem saber como era escrever um livro e deu certo. Ele agora só está na Amazon, numa versão estendida.

Onde você busca informações para aprender mais ou se manter atualizado sobre essa atividade profissional?

Paulo Sérgio de Moraes: Eu tenho um aplicativo que funciona como radar. Por ele, acompanho tudo que acontece no mercado literário, para me atualizar.

Também leio muitas biografias para aprender com os erros e acertos dos colegas.

Que lugares LGBT você gosta de frenquentar ou indica para os leitores?

Paulo Sérgio de Moraes: Não frequento nenhum. Eu amo karaokê que é um espaço bem democrático para todos os tipos de pessoas.

E para fechar, por onde podemos seguir você?

Paulo Sérgio de Moraes: Todas as redes sociais é só buscar @paulomoraes84 (Facebook, Instagram e Twitter)

Também quero indicar meu canal Bio&Grafia que é um projeto que conta a vida dos grandes escritores de um jeito descontraído. Tô adorando fazer esse projeto

Algumas dicas adicionais do Paulo para nossos leitores

Uma música ou playlist: Amo playlist dos anos 70 e 80, me fazem muito bem. Erasure e Electric Light Orchestra principalmente

Um livro ou escritor: Dois livros excelentes: Laranja Mecânica, porque é uma inspiração para mim a ideia do protagonista não ser um personagem completamente bom e perfeito.

E Mentirosos, porque é muito bem escrito, tem um ótimo ritmo e um final maravilhoso. Adoro quando o autor sabe concluir bem uma história.

Um filme ou série: Para sair do óbvio, indico Queer as Folk. A série te envolve com os conflitos dos personagens de uma forma que não tem como não se apaixonar.

E aquele nosso muito obrigado ao Paulo por ter aceitado participar dessa conversa e compartilhado um pouco do seu conhecimento e experiências com a gente!!!

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta